Dinheiro justo para os hospitais públicos de Brasília. Este será um dos focos das ações do deputado distrital Chico Leite que agora concorre ao Senado nas eleições de outubro. A proposta é que os hospitais públicos brasileiros recebam os recursos de acordo com o número de pacientes que atende. Esta alteração legal, segundo cálculos oficiais, vai favorecer os hospitais do Distrito Federal que atendem muitas pessoas do entorno e até de estados mais distantes.

Hoje o governo federal reparte o dinheiro para a saúde pública de acordo com o tamanho da população. Este critério acarreta muitas despesas não previstas aos hospitais de Brasília que recebem os recursos proporcional à população do DF, sem considerar pacientes de outros estados. “Hoje o critério preferencial do SUS na distribuição dos recursos é o da população. Há outros, como os das necessidades, que eu defendo que se mantenha, mas eu quero que o critério da população seja substituído pelo critério do atendimento efetivo”, explica Chico.

Para que a mudança de critério seja feira, é preciso uma mudança legislativa. “Precisamos garantir direitos. Como especialista em leis, lutarei pela mudança no Senado”, garante Chico Leite. A mudança no critério de gestão permitirá um crescimento no volume de recursos repassados aos hospitais do DF para o atendimento dos pacientes, salários dos profissionais, remédios, condições de trabalho e manutenção em razão do elevado atendimento.

“Nós vamos fazer justiça, porque os recursos vem de acordo com o trabalho efetivamente prestado, conforme deseja a Constituição e conforme espera aquele que quando paga imposto, quer que seus impostos sejam convertidos em melhoria da qualidade do serviço público”, argumenta Chico leite.